Não escute o que os outros falam – Tecnologia não é coisa de menino! Conheça Thais Neubauer, analista jr da equipe de engenharia de dados do Datalab, o laboratório de inovação da Serasa Experian

Ser mulher me faz mais forte no meu ambiente de trabalho. Eu sei que a sociedade diz o contrário, mas para mim, é o que me faz ainda melhor. Me descobri na tecnologia por acaso, quando fui me matricular no colegial no Instituto Federal de São Paulo e descobri que o ensino médio era integrado ao técnico de informática. Fazia questão de estudar lá. Sempre fui focada no meu desenvolvimento acadêmico e conhecia os resultados da escola. Não tive dúvida, me matriculei no curso mesmo sem saber muito bem do que se tratava. Acho que essa é a parte mais importante da minha história, porque foi aqui que a Thais de hoje se descobriu.

Durante o curso, percebi que meu interesse pela área da tecnologia me fazia mais curiosa, com mais vontade de aprender, e encontrei bastante afinidade com minha maneira de pensar. Tenho um perfil bastante metódico e a lógica computacional sempre me pareceu um jeito certo de desenvolver um raciocínio. Para mim, entender sobre as pautas atuais e ter propriedade para falar sobre é um dos pontos positivos. Todo mundo precisa da tecnologia, de uma forma ou de outra. E eu, no alto dos meus 24 anos, sei bastante sobre o assunto.

Calma! Eu sei que ainda tenho muito para aprender. E sempre vou ter! Essa é uma das características da carreira em tecnologia, é tudo muito dinâmico. Precisamos sempre nos atualizar, aprender constantemente. Estou no começo da minha carreira e no mercado de trabalho eu ainda tenho muito espaço para explorar, ainda mais porque o leque de atuação nessa área é muito amplo. Agora, meu desenvolvimento é o principal. Estou cursando uma pós-graduação em sistemas de informação e tenho a oportunidade de trabalhar em um lugar incrível. Um laboratório de inovação é exatamente o lugar que uma jovem da área da tecnologia quer trabalhar!

Confesso que tenho poucas colegas mulheres, mas sinto que estamos conquistando o nosso espaço. Para mim, ser jovem e ser mulher é uma força. Com um mercado dominado por homens, o nosso mindset é inovador e é a nossa forma de pensar as coisas diferentes que vai garantir que a gente conquiste a tecnologia. É preciso manter sempre a mente aberta para conhecer as oportunidades, independente do que a sociedade fala. Não, tecnologia não é coisa de menino!

 

Para conhecer o perfil completo da Thais clique aqui.