Superação significa vitória. Entrevista com Suleir Branco.

Olá!

Neste artigo vou compartilhar com vocês a trajetória de mais uma executiva participante do Grupo CIO Solidário, que conta com mais de 1000 membros e que tem como objetivo devolver para a Sociedade tudo o que alcançamos até aqui. Gratidão.

Aqui vamos ouvir um pouquinho da história de Suleir Branco, gestora de tecnologia da informação da Trisul S.A, empresa do ramo da engenharia & construção.

A Suleir fala sobre superação. Mas o que significa a palavra superação? Superação, de acordo com o dicionário, significa vitória, triunfo

Sim, trabalhar em tecnologia da informação é lutar todos os dias e superar-se a cada novo desafio. Não queremos que pensem que a carreira na área é fácil, muito menos simples: o que queremos é que tenham certeza que é uma carreira que, apesar de muitos obstáculos, traz alegrias e tem características muito interessantes para a mulher como flexibilidade de horários, bom retorno financeiro, entre outras.

Eu pessoalmente poderia escrever parágrafos e parágrafos sobre vezes em que tive que ultrapassar situações desagradáveis no meu dia-a-dia profissional…. quem sabe não o faça em breve? Mas o mais importante é que, mesmo tendo sido desafiada por tantas situações complexas e difíceis, cá estou com certeza absoluta convidando vocês a considerarem seguirem suas carreiras na área de tecnologia. Por que? Porque há muita coisa boa as esperando!

Bem, sem mais entretantos e finalmentes…. as convido agora a conhecer um pouco mais a Suleir. Vamos lá!

  1. Qual é sua Formação Acadêmica? Graduei-me em 1999 no curso de Arquitetura e Urbanismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie e conclui em 2008 MBA na FIAP no curso Gestão de Tecnologia da Informação.
  2.  Porque escolheu uma carreira na área técnica? Teve influência da família? Inicialmente eu não escolhi esta carreira. Cursei Arquitetura e Urbanismo (humanas) pois sempre tive paixão por desenhar. No entanto ressalto que minha veia na área de exatas sempre foi forte. No término da faculdade comecei a trabalhar em uma construtora na área de suprimentos. Posteriormente participei da implantação do Sistema da Qualidade ISO 9000 e PBQP.H (Programa Brasileiro de Qualidade e produtividade do Habitat).Com esta atividade pude conhecer bem os departamentos da empresa, como se relacionavam e seus processos. Por este motivo fui convidada a participar da implantação  de um sistema ERP(sistema de gestão). Gosto de pensar que a carreira que me escolheu.
  3. O que a fez se interessar pela área de tecnologia?Como disse anteriormente, foi a área de tecnologia que se interessou primeiramente por mim. Implantar um sistema ERP na empresa (2004), iniciar o processo de seleção do produto, identificar a necessidade de uma infraestrutura que suportasse o projeto e a criação de uma área de TI inexistente foram o meu ingresso na área de Tecnologia, mais um novo desafio aceito. Gradativamente aprimorei meus conhecimentos relativos aos procedimentos e relacionamentos das áreas da empresa. “Descobri” que implantar e gerir projetos me cativava e me motivava. A minha formação inicial em arquitetura colaborou em relação ao aprendizado em trabalhos multidisciplinares e pela linguagem técnica da área “core” da empresa: Incorporação e Construção onde atuava, o que tornou tudo mais fácil.
  4. Na sua visão, qual é o lado positivo de ter carreira em tecnologia?É a amplitude e a diversidade de conhecimento que esta carreira proporciona. Trabalhar em tecnologia possibilita ao profissional transitar em todas as áreas e ter uma visão holística da empresa. Em qualquer linha de negócio, tecnologia é a área   meio que possibilita a produção das outras áreas. A área de tecnologia exige, por princípio, constante estudo, atualização, reciclagem e relacionamento. Engana-se quem pensa que trabalhar com tecnologia é uma relação entre você e um computador.
  5. Diga uma palavra que define a carreira em tecnologia.  Superação.
  6. Como é a carreira em tecnologia para mulheres?Na minha experiência penso ser uma carreira interessante para mulheres, apesar do mercado ainda ter uma ocupação maior de homens. Entendo que as mulheres apresentam características necessárias e suficientes para seguir carreira nesta área e ocupar qualquer posição hierárquica.
  7.  O que diria para meninas em relação a seguir carreira em tecnologia?Eu diria que quem opta por uma carreira em tecnologia deve gostar de desafios constantes: não é uma área para quem quer se acomodar. Também é uma área que abre um leque de opções de trabalho proporcionando planejamento de carreira, crescimento pessoal e planejamento familiar.
  8. Algum fato curioso de sua carreira que gostaria de compartilhar?Sim, uma das questões que sempre me incomodou foi o fato de não ter tido a formação na área de tecnologia. Gosto da minha formação em arquitetura, mas fazer uma especialização em tecnologia era fundamental.    Imagina minha surpresa!!! Até hoje, nas conversas com fornecedores ou colegas da área, quando comento que me formei em arquitetura tenho que explicar a história da minha trajetória. Não é muito comum, mas tenho encontrado alguns colegas de profissão que iniciaram suas carreiras no “core” da empresa, como eu, e migraram. Tecnologia é mesmo muito eclética!Depois de 7 anos que finalizei o MBA encontrei-me, em um evento, com o coordenador do curso que me perguntou onde eu tinha me formado. Quando disse que me formei em arquitetura o comentário foi: “Poxa, você enganou muito bem! Eu achava que você tinha formação técnica”.Neste curso (MBA) eu era uma das seis mulheres de uma sala de 40 pessoas e creio que era a única que desejava expandir os conhecimentos técnicos da área. A maioria queria desenvolver suas habilidades em gestão.
  9. O que há e/ou houve em sua trajetória que considera especial e que gostaria de compartilhar com as meninas para encantá-las?A minha transformação de uma pessoa introvertida em alguém apta a permear espontaneamente toda a organização. Esse desenvolvimento pessoal foi construído através da oportunidade de relacionamento com a maioria dos colaboradores da empresa.
  10. Mais algum comentário? Sou grata pela carreira que a área de tecnologia me proporcionou, pois atingi conquistas pessoais e profissionais e ainda me possibilita prospectar novos desafios.